.

.

Na tarde da segunda-feira (9 de março), o mundo soube da perda de uma grande pessoa. O falecimento de Sam Simon, que ocorreu no domingo (8 de março), foi confirmado um dia após por seu agente. Sam Simon ficou famoso e ganhou muito dinheiro por ter criado com Matt Groening um dos seriados mais amados de todos os tempos: Os Simpsons. Sam recebia milhões de dólares em direitos autorais e doava a maior parte do dinheiro para causas humanitárias e também de Direitos Animais.

Por meio de uma fundação que leva seu nome, a Sam Simon Foundation, Sam ajudava famílias em situação de vulnerabilidade social e também animais abandonados. Em 2013, Sam foi diagnosticado com um câncer terminal. Os médicos disseram que ele teria apenas alguns meses de vida, mas Sam lutou até o fim.

Em parceria com a ONG norte-americana PETA, Sam fez grandes ações em favor do veganismo nos últimos anos. Ele comprou uma fazenda de chinchilas para libertar os animais e acordou com o antigo dono um modo de vida que não explore animais. Comprou um navio que era usado pelo Japão para caçar baleias para doar para a ONG Sea Shepherd, que combate a caça a estes animais. Protestou contra zoológicos e contra tudo que possa maltratar animais, incluindo os humanos. Estes são apenas exemplos de tudo que Sam fez e do exemplo que deixou.

Sua fundação vai continuar com as ações. Antes de morrer, Sam declarou que toda sua fortuna seria doada para ajudar a salvar os animais e para causas humanitárias.

Apesar da doença, Sam não perdia o bom humor e sempre era visto sorrindo, ajudando. Fica a ideologia, o exemplo e a saudade. Nosso profundo respeito a este ser humano que veio para deixar uma marca neste planeta. E deixou.

.

.

.

.