.

neuro7

.

O neurocientista canadense Dr. Philip Low, PhD, esteve nessa sexta-feira (24) na UNICAMP para uma aclamada palestra no Simpósio Consciência Animal – implicações éticas e práticas, organizado pela “Como? Vegan Shop”. Embora sua apresentação tenha sido recheada de termos técnicos e informações densas sobre os estudos do cérebro – como era de se esperar –, Low se mostrou simples, amistoso e divertido.

Em muitos momentos arrancou risadas da plateia, que praticamente lotou o pequeno auditório com capacidade para 120 pessoas. Quando respondia perguntas do público, Low subtamente tirou o sapato e o colocou em cima da mesa para falar sobre quão bom era aquele calçado e que ninguém precisa de couro para se vestir.

.

 neuro1

.

Low falou bastante sobre a Declaração de Cambridge (leia o documento, em inglês), provavelmente o documento mais importante já redigido em favor dos animais. Como autor do texto que reconhece que os animais têm consciência, Low contou que não foi fácil conseguir as assinaturas dos outros renomados cientistas que aprovam a declaração.

Em um jantar na noite anterior ao evento onde Low apresentou a Declaração de Cambridge, onde estava presente um dos mais famosos cientistas do mundo, Stephen Hawking, muitos estudiosos demonstraram que não iam assinar o documento. “Embora admitissem a veracidade dos dados, muitos deles tinham receio de perder seus empregos. “ – disse Low.

.

neuro6

.

Após muita conversa e explanações, o documento foi finalmente aceito pela maioria dos cientistas. Apenas um dos cientistas convidados por Low recusou-se a assinar a declaração de que os animais têm consciência. O cientista em questão trabalha com experimentação em macacos. Stephen Hawking, embora incapacitado de assinar fisicamente o documento, concordou com seu conteúdo.

Durante toda a sua apresentação, Low se mostrou muito otimista com o futuro em relação ao tratamento dado aos animais. Ele enfatizou que não há tempo para que mudanças significativas aconteçam nos próximos séculos. “Essa geração tem uma grande responsabilidade e deve promover uma grande mudança.” – disse.

.

neuro3

.

No mesmo ano em que publicou a Declaração de Cambridge, Low decidiu se tornar vegano. O primeiro veículo que entrou em contato com ele para uma entrevista foi a Revista Veja, do Brasil. Na ocasião, a Veja disse que Low tinha decidido se tornar vegetariano por entender que os animais têm consciência. Em Campinas, no entanto, Low revelou que havia dito que iria se tornar vegano e que, por não saber o que é veganismo, a Veja havia publicado “vegetariano”. Três anos depois, após pedidos do entrevistado, a Veja mudou a publicação, que é online.

Também palestraram no simpósio Dra. Paula Brügger (Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC), Dra. Nádia Farage (Universidade de Campinas – UNICAMP) e Dr. Róber Bachinski (Instituto 1R).

.

neuro4

.

No final do evento, a Declaração de Cambridge original foi colocada à disposição em uma mesa para quem quisesse ver de perto.

.

neuro5

.

Mensagens Diárias do Blog

.

Francisco e Clarinha de Assis

Patronos deste Blog

fcc

.

.brunovg

    

  carinha chn

.