.

thiago1

.

1) Conte-nos sobre o início de sua carreira musical e quando e de que maneira a música espírita manifestou-se na sua arte?

Thiago: Desde criança cresci ouvindo músicas de diferentes estilos apresentadas por meu tio que, o trato carinhosamente de Zezé. Eu sempre gostava de criar pequenas composições e cantá-las, minha primeira composição musical, fiz quando tinha 12 anos de idade e chamava- se “Amigos”. Como também participava de uma Casa Espírita, Seara Bendita, encontrei um mestre chamado Roberto Mendes que trabalhava na casa e que me ensinou a tocar violão, flauta e cavaquinho com 14 anos de idade.

Na minha adolescência, não havia muitas  músicas espíritas,  não tinha uma identidade e intencionalidade espírita direta, cantávamos dentro da Casa espírita, antes das palestras, músicas católicas (Pe. Zezinho,  Antonio Maria), do  Roberto Carlos e de domínio público.  E em 1994, iniciei um trabalho voluntário no Lar Meimei com música para as crianças e na Seara   acontecia uma festa de final de ano e me pediram para compor uma música para cantar com as Crianças, pois eu vivia escrevendo música, e foi aí que compus a música “Caridade e Evolução ” onde a letra dizia que “chegaremos a Jesus de mãos dadas e que a caridade é  o caminho.” As crianças cantaram e foi lindo, criamos um coral de crianças chamado “Emcanto”. Depois na Seara me conectei ao Grupo Vocal Sábado de Sol em 1999, onde participei e coordenei – até 2013.  O coral teve sessenta integrantes e gravou dois CDs autoral.

.

thiago2

.

2) Como surgiu a ideia da criação do MME – Movimento Música Espírita e como você o define?

 O MME – Movimento Música Espírita, nasceu de uma necessidade  que tinha de trabalho com a música espírita, ação,  identidade e espaço para a canção.

A Associação foi criada em 2014 com o objetivo de fomentar a música com essa identidade. Nós do MME iniciamos o processo de trabalho  com a seguinte pergunta: O que é música espírita ? Essa pergunta parece óbvia,  mas ainda hoje essa questão ainda não  foi superada. Nas decadas de 80 e 90 havia um senso comum que música espirita era somente as que fossem psicografadas ou música instrumental, clássica. Nos  seminários do MME, realizamos audições  das músicas psicografadas as cegas (sem a informação de ser psicografias ou não),  o resultado atestou e confirmou nossa hipótese,  que o canal psicografia não garante genuinidade, ou  seja, uma música espírita, além da questão  semântica,  doutrina espírita é a que veio por intermédio de Alan Kardec, logo a música também deveria seguir esse caminho. Música católica fala de preceitos do catolicismo, sendo assim, música espírita é uma canção que traz em seu cerne elementos kardecista Cristão, independentemente se  enviada por email,  psicografia ou telefone.

No MME fez um estudo que auxilia na compreensão da questão sobre música  espírita. O esforço  é ter uma régua que limita a música espírita, sendo: 1. Música Espírita, que trás princípios kardecistas Cristãos,  2: Música Espiritualista que fala de Deus,  Natureza, transcendência; 3. Música Secular: música que fala de amor,  de amizade, etc.

Superada essa etapa, fomos pesquisar como a música se dá na Casa Espírita. Primeiramente fizemos uma parceria com a USE Santo Amaro, dirigida pelo Sr. Paulo Francisco.

Essa parceria facilitou nossa pesquisa com uma amostragem de 12 Casas espíritas  da região, num total de 64 Casas levantadas no processo de filiação da USE levantado pelo próprio Paulo Francisco.

O MME, descobriu que as Casas Espíritas gostam e têm interesse pela música , mas faltava uma metodologia que promovesse um trabalho mais sistemático e alinhado. Muitas vezes a música acontece de forma esporádica: antes de uma palestra ou em eventos pontuais, um sarau, uma semana espírita. A música espírita é uma fortíssima ferramenta para evangelizar e trazer jovens para a Casa Espírita.

.

thiago4

.

3) “Evangelho no Lar” , “Apenas um Homem de Lá”, “Discípulo de Fé ” e “Um Segredo” são alguns de seus sucessos, cujas letras aludem claramente a estas práticas kardecistas e os vídeos têm milhares de visualizações na internet. Qual a importância da Música Espírita para a difusão da doutrina nos tempos atuais?

 Thiago: A música  espírita  é cultura, mensagem,  alento, cura e entretenimento. Ainda não  é  tida como instrumento fundamental, porque não  chegamos ao patamar de se ter uma música com mais diversidade, melhor técnica  gravação e espaço na mídia aberta para divulgação.

4) Assim como o gênero Gospel, a Música Espírita também transmite mensagens sobre a fé em Jesus Cristo. Porém mercadologicamente o Gospel ainda se mostra mais comercial, pois vende milhares de CDs e DVDs, promove eventos de enorme repercussão, possui seus popstars com legiões de fãs. Na sua opinião, o que falta para que a Música Espírita tenha um espaço mais amplo na mídia?

Acredito que muito em breve estaremos na midia, com musicas em novelas e programas de tv. É um processo natural, as outras religiões chegaram primeiro e logo logo teremos nossa vez.

.

thiago5

.

5) Existe preconceito por parte da mídia com relação à Música Espírita?

Não,  apenas a própria música espírita ainda não tá  fortalecida, mas em pouco tempo iremos ter o espaço que merece. Assim como os livros e cinema.

6) Como é trabalhar com música religiosa no Brasil? Com a popularização proporcionada pela internet, como você observa a receptividade de um público não espírita a seu trabalho musical em seus 17 anos de carreira?

Está lindo! Muitos nem sabiam que existia esse gênero: Música Espírita.  A Internet já levou minha música para Portugal,  Estados Unidos, América Latina, etc. Estou muito feliz com esse momento da Música Espírita porque estamos ativos, tocando e muita gente tá conhecendo.

7)  Fale-nos sobre seu novo trabalho em CD e os projetos do Movimento Música Espírita para 2016.

Dicotomia  é  o nome do novo trabalho autoral.  Este trabalho traz canções ímpar para mim, nele há  uma diversidade de temas e ritmos variados. São  16 canções que falam do espiritismo, Jesus, espiritualidade,  psicologia, fé e vida.

.

.

.

brunooyellow Meus queridos amigos e irmãos, eis aqui a excelente entrevista com o meu querido amigo Thiago Ariel, este já conhecidíssimo e respeitado cantor e músico espírita. Thiago não apenas compõe ou canta, como vocês constatarão em suas respostas, mas tem todo um engajamento num trabalho de vanguarda dentro do Movimento Espírita, trazendo a beleza, a nobreza e a bondade em forma de expressão musical. Eu sou fã de carteirinha do Thiago e muito, também, pelo ser humano fantástico que ele é, simples, humilde, fraterno, mas de uma coragem que sói os grandes pioneiros a têm

Que Jesus abençoe a Thiago Ariel e a seu trabalho que esparge luz, muita luz!

Que Jesus abençoe a todos nós!

Bruno Tavares

chverde1

.

brunocafegam

.

.

A MENSAGEM DE HOJE NO BLOG

.

 chverdec1

QUADRO DO PINTOR PERNAMBUCANO

ANTÔNIO CARLOS CASTANHA TAUA GOMES

abrunofclarablogbrilho

.

Francisco e Clarinha de Assis

Patronos deste Blog

.

fcc

.

.

.brunovg

carinhachn

.

.

cqchcc