.

Na MPB (Feira de Mangaio- Sivuca) encontramos o feirante: “arreio de cangalha eu tenho pra vender, quem quer comprar?”

Tinha fumo de rolo, cabresto de cavalo, rabichola e pavio de candeeiro.

Havia também uma vendinha no canto da rua, onde o mangaieiro ia se animar, tomar uma bicada com lambú assado. Naquela hora, lembrava que tinha ainda que xaxar o seu roçado, mas a alpargata de arrasto não o queria levar. Havia um sanfoneiro fazendo floreio pra turma dançar e o ronco do fole sem parar. Difícil resistir! Fácil explicar?

Ouvimos mas não compreendemos. Há ruído na comunicação. Como explicá-los de modo geral?

Vamos ao livro “Me vi te vendo”. Diz o autor que numa mesma cena de telenovela observamos que a mesma frase permite diferentes níveis de entendimento. Na conversação dá-se o mesmo. Rara, raríssimas, são as pessoas que procuram ouvir exatamente o que a outra está dizendo, como aconteceu com Helen Keller que era deficiente visual.

.

oucut

.

(…) Caminhamos até a fonte, atraídas pela fragrância das madressilvas. Alguém estava pegando água e minha professora colocou a minha mão sob o jato. Enquanto a água fresca jorrava em uma das mãos, ela começou a soletrar a palavra água na outra. Primeiro lentamente, depois rapidamente. Fiquei ali parada, toda a minha atenção concentrada nos movimentos dos dedos dela. Subitamente adquiri uma consciência não muito clara, como de algo esquecido – uma excitação de retorno do pensamento; e de alguma forma o mistério da linguagem revelou-se para mim. Eu sabia então que á-g-u-a significava aquela coisa fresca e deliciosa que fluía pela minha mão. Aquela palavra viva despertou-me a alma, deu-lhe luz, esperança, alegria, libertou-a! Ainda havia barreiras, é verdade, porém barreiras que podiam ser derrubadas com o tempo. (#)

Quando o rádio, o telefone ou a mente, estão com ruído, o receptor não ouve o que o emissor fala. Ele ouve o que o outro não está dizendo; ouve o que quer ouvir.

O receptor não ouve o que o outro fala. Ele ouve o que já escutara antes e coloca o que o outro está falando naquilo que se acostumou a ouvir.

Numa discussão não ouvem, eles ouvem quase que só o que estão pensando para dizer em seguida. Em ocasiões diversas o receptor ouve o que gostaria de ouvir que o outro dissesse ou ouve o que está sentindo. Pode ouvir também, não o que o outro fala, mas o que já pensava a respeito daquilo que a outra está falando ou retira da outra apenas as partes que tenham a ver com ela e a emocionem, agradem ou molestem. Pode também transformar o que a outra está falando em objeto de concordância ou discordância. A pessoa não ouve o que a outra está falando. Ela ouve o que confirma ou rejeita o seu próprio pensamento.

.

oug

.

Há momentos em que a pessoa ouve o que, por interesse pessoal, “deve ouvir”; fala “o que deve falar”, como em reuniões autocráticas com ministros ou com estudantes ligados a “União Nacional”, privatizada pelo poder, comprada com dinheiro público.

A pessoa não ouve o que a outra está falando: ouve o que possa se adaptar ao impulso de amor, raiva ou ódio que já sentia pela outra.

Em “Me vi te vendo” percebemos como é difícil limpar a mente de todos os ruídos e interferências do próprio pensamento durante a fala alheia.

Na época em que surgiu o vírus HIV achei que a profissão mais difícil era a de Microbiologista. Depois a de Psicólogo. Diante de uma questão sobre estupro, achei que era a de pesquisador em Ciências Jurídicas. A duvida era: deve-se aceitar o aborto para “salvar a vida” da gestante HIV- soro convertida, grávida pelo estupro?

Posteriormente tive pena do professor de Ética. Hoje tenho piedade de qualquer professor que “só pensa naquilo”, o domínio cognitivo, e não quer “ouvir” as outras inteligências em geral e em particular a “inteligência espiritual” (QS). Ela aparece de forma explícita nos “12 Passos”  do AA. (*)

.

alvao

.

O autor de “Me vi te vendo” afirma ainda que pode haver conhecimento a dois sem que necessariamente haja comunicação. Esta só se dá quando ambos os polos se ouvem, não, é claro, no sentido material de escutar, mas no sentido de procurar compreender em sua extensão e profundidade o que o outro está dizendo. Este texto, por si só, é um exercício incentivador, embora indique dois outros. Escolha abaixo o assunto que possa motivá-lo e continue “ouvindo”.

A “nova geração” é um enigma para você? (1)

Aponte um grande desafio para o professor universitário, no início do terceiro milênio? (2)

Lembre-se que o “mecanismo de defesa” introduz ensurdecedor ruído na plena “audiência”. As pessoas sentem pavor inconsciente de se perderem em si mesmas. Sentem medo da necessidade de retificação dos próprios pontos e aí livram-se do novo que as apavora.

Existe incompatibilidade entre espiritualidade e universidade? (3)

Difícil para governantes e políticos ouvirem o que dizem as ruas?

Ouvir é desafio de abertura interior. Mas abertura não é comportamento de “chefe”, poder neurótico (**), mas de líder (postura de parceiro).

O que é a morte? A alma é imortal? Reencarnação existe? (4)

Difícil mesmo é entender Deus. E, Ele ainda escreve certo por linhas tortas!

.

cxent

.

Escolha o assunto: “você ouve o que o outro fala?
(1) http://www.ceerj.org.br/portal/artigos/66-diversos/1495-o-enigma-da-geracao-nova-luiz
-carlos-d-formiga
http://www.recantodasletras.com.br/mensagensdeamor/1962881
(2) http://www.espirito.org.br/portal/artigos/neurj/etica-sociedade.html
(3) http://orebate-jorgehessen.blogspot.com.br/2013/06/religiosidadeespiritualidade-na.html
(4) http://www.espirito.org.br/portal/artigos/neurj/esclarecendo-duvidas.html
(#) Rede Saci. O Poder das palavras. http://saci.org.br/index.php/www.bengalalegal.com
/intervox.nce.ufrj.br
/~joana/sites.uol.com.br
/magest/www.viradaesportiva.prefeitura.sp.gov.br?modulo=akemi&parametro=2932
(*)  12 Passos do AA http://orebate-jorgehessen.blogspot.com.br/2012/03/12-passos-espiritualidade
-e-alcoolicos.html
(**) Poder Neurótico) http://orebate-jorgehessen.blogspot.com.br/2011/03/apego-ao-cargo-o-poder-neurotico.html
http://www.espiritualidades.com.br/Artigos/F_autores/
FORMIGA_Luiz_tit_apego_ao_cargo.htm 

.

criov

* AS IMAGENS SÃO ESCOLHA E RESPONSABILIDADE 
DE BRUNO TAVARES

.

Luiz-Carlos-FormigaV  Luiz Carlos Formiga

Articulista do Blog do Bruno Tavares, articulista na divulgação da Doutrina Espirita, com contribuição em alguns jornais e revistas, no Brasil e em Portugal (Fraternidade – Lisboa). Realiza palestras em casas espíritas. Biomédico (1969) pela Faculdade de Ciências Médicas, Universidade do Estado da Guanabara (UERJ). Especialização em Microbiologia e Imunologia (1970), Mestrado (1974) eDoutorado (1979), no Instituto de Microbiologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Pedagogo, Licenciado pela A.E.S. São Judas Tadeu, R.J. Pósgraduação em Educação em Saúde, Especialização pelo Núcleo de Tecnologia Educacional para a Saúde, do Centro de Ciências da Saúde da UFRJ. Prêmio Uerj-Funarte, 1980. Concurso de monografia, com “A Universidade do Estado do Rio de Janeiro e a formação de recursos humanos para a área de saúde. Curso de Ciências Biológicas, Modalidade Médica”. Projeto Semana da Uerj, realizado pelo Departamento Cultural e Patrocinado pela FUNARTE. Prêmio Científico Enzilab/1991. Sociedade Brasileira de Patologia Clínica, sob patrocínio da Enzilab Hospitalar LTDA. Professor Adjunto da Faculdade de Ciências Médicas, UERJ e Professor Adjunto IV do Departamento de Microbiologia Médica do Instituto de Microbiologia da UFRJ. Foi Coordenador dos Cursos de Pósgraduação da Faculdade de Ciências Médicas da UERJ. Foi Coordenador do Centro de Referência Nacional de Difteria e outras Corinebacterioses, do Ministério da Saúde. Coordenador da Linha de Pesquisa – Corynebacterium diphtheriae. Síntese da linha de pesquisa: Formiga, L.C.D. 1985. New possibilities for Laboratory diagnosis of diphtheria. Brazilian J. Med. Biol. Res., 18:401-402. Casado. Quatro filhos.

.

brunooyellow Meus queridos amigos e irmãos, eis aqui mais um excelente artigo do confrade Luiz Carlos Formiga, dessa vez sobre a capacidade humana de saber ouvir, na concepção de entendimento profundo, na compreensão dos propósitos daquilo que estamos a ouvir, sabedores que ao atingirmos esta sabedoria, a do bom escutador, estaremos mais próximos do que poderemos chamar de um sábio homem.

Que Jesus abençoe você Luiz, por mais esse artigo tão prenhe de necessidades nossas!

Que Jesus abençoe a todos nós!

Bruno Tavares

.

.

A MENSAGEM DE HOJE DE BRUNO

.

.

disp

 .
.

 chverdec1

.

QUADRO DO PINTOR PERNAMBUCANO

ANTÔNIO CARLOS CASTANHA TAUA GOMES

abrunofclarablogbrilho

.

Francisco e Clarinha de Assis

Patronos deste Blog

.

fcc

.

.

.brunovg

carinhachn

.

.

cqchcc