.

.

clamor

.

Digo-vos que, se estes se calarem, as próprias pedras clamarão. Lucas 19:40

.

Os acontecimentos insólitos ocorridos na pequena cidade de Hydesville – Estado de Nova Yorque foi pedagogicamente falando “O despertar” de uma parte reduzida da Humanidade, para os fenômenos de comunicação com os espíritos. Nascia ali o Novo Espiritualismo.

A advertência de Jesus a respeito da comunicação dos espíritos em Lucas (1) “Digo-vos que, se estes se calarem, as próprias pedras clamarão”, hoje à luz da Doutrina Espírita, faz-nos precioso sentido, pois  o Mestre aludia que chegado o tempo de nosso amadurecimento espiritual novas luzes se fariam. “Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito. (2) “Ainda tenho muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora.” (3) .

.

parac

.

Ao tempo de Jesus os mortos eram sepultados em sepulturas abertas nas pedras, a referência de Jesus seria absurda se entendêssemos que Ele estava se referindo às pedras literalmente. Mas não, na verdade disse:- Se estes se calarem (os discípulos), os mortos (os que estariam nos túmulos, os espíritos) clamarão. (4)

A comunicabilidade com os espíritos, que são a alma dos homens que viveram na Terra, sempre aconteceu no decurso da História das civilizações, mas apenas a partir de 1840 aconteceram fatos que despertaram a atenção não só dos homens comuns, mais de todo um “corpo intelectualizado” e aptos a investigação inquietante .

Charles Rosma , o Mascate assassinado, ao apagar-se do mundo dos homens indicou a perfeita possibilidade de comunicar-se com os ditos vivos, anunciando o mundo espiritual e o intercâmbio das criaturas de maneira inconteste. Margareth Fox, a mais velha das irmãs Fox indaga-lhe: Você é um espírito? Se for dê duas batidas…

A partir de então mais um véu rompeu-se e as vozes do além nunca mais se calaram.

.

hydesville

.

A comunicabilidade entre os espíritos já não surpreende mais. Os apelos dos imortais não são ouvidos por nós, criaturas plenamente identificadas com a materialidade da vida e encharcadas  pelo desejo de viver o mundo.

Mentes fixadas em quadros de posses, apegos, desamor, descrença, sem o menor compromisso com o Retorno à casa do Pai esquecemos, por muitas das vezes, que mergulhamos no mundo da matéria para aprender a apreender as lições reparadoras, renovadoras e divinas a fim de reajustarmo–nos as Leis Imutáveis e sábias de Deus.

Embora alguns de nós reencarnamos compulsoriamente, nenhum de nós ficamos sem o amparo e a proteção direta de grandes afetos que do Mundo espiritual velam por nós. Muitos deles renunciam o “Céu” para nos levar ao “aprisco do Pai”. Estão conosco nos momentos da dor, da alegria, das provações e nos testemunhos de fé. Vibram com o nosso crescimento moral e espiritual. Movem os céus para modificar o tônus do nosso sentimento.

Os laços de afetos são o que nos permitem a reencarnação. Sem alguém que nos ame seria quase impossível suportar as provas da vida na Terra.

Quantos benfeitores estão diretamente ligados ao nosso coração  e sofrem a cada vez que vacilamos, retardamos ou estacionamos na marcha evolutiva.

.

ESPI

.

As cristalizações mentais impedem que vislumbremos novos caminhos e possibilidades de superação. Estamos sempre cometendo os mesmos erros, vícios e continuamos o mesmo Homem Velho embora em corpos novos. As cristalizações da nossa mente demoram-se anos para se formarem e demoram-se anos para desconstruí-las.

É certo que com o nosso pensar criamos, projetamos e vibramos emoções variadas e as anomalias de ordem mental se derivam do desequilíbrio da alma viciada em ondas menos elevadas de sentimentos.

O clamor dos espíritos continuam a ser ouvidos por alguns nós e o atual momento é de buscar acalmar-se, pacificar conflitos de todas as ordens. Não nos esqueçamos que somos espíritos vivenciando uma experiência na matéria.

É tempo de evangelizar-se e hora de entender: Somos Espíritos!

– Você é um espírito? Se for dê duas batidas…

Soem os tambores, pois aqui estamos a caminho da nossa redenção! Ave Cristo! Os que vão viver eternamente te saúdam!!

 

Bibliografia:
1-Bíblia de Jerusalém- Edições Paulinas, São Paulo/Brasil- Evangelho de Lucas 19:40
2-Bíblia de Jerusalém- Edições Paulinas, São Paulo/Brasil- João, 14:26
3-Bíblia de Jerusalém- Edições Paulinas, São Paulo/Brasil (Jo 16:12-13).
4-Palhano Jr., Lamartine -Meninas do Barulho- A história real das Irmãs Fox de Hydesville.2ª edição revisada e ampliada-Instituto Lachâtre 2013.

.

SOMOSEE

* AS IMAGENS SÃO ESCOLHA E RESPONSABILIDADE 
DE BRUNO TAVARES

.

.

janem Jane Maiolo – É professora de Ensino Fundamental, formada em Letras e pós-graduada em Psicopedagogia. Dirigente da USE Intermunicipal de Jales. Colaboradora da Sociedade Espírita Allan Kardec de Jales. Pesquisadora do Evangelho de Jesus. Colaboradora da Agenda Brasil Espírita – Blog do Bruno Tavares Recife/PE – Jornal O Rebate /Macaé /RJ – Jornal Folha da Região de Araçatuba/SP – Apresentadora do Programa Sementes do Evangelho da Rede Amigo Espírita. janemaiolo@bol.com.br

.

brunooyellowMeus queridos amigos e irmãos, eis aqui mais um excelente artigo da nossa querida amiga Jane Maiolo. Nele Jane leva-nos para uma viagem às nascentes do Consolador, indo do Evangelho de Jesus à Epópeia de Hydesville, ali onde começou uma história sem fim e a maior revolução a qual a humanidade iria passar, “A Revolução Mundial dos Espíritos”, levando de chofre toda a humanidade para um outro patamar espiritual.

Obrigado mais uma vez, então, Jane, por esse artigo e por além de consolar-nos, tão importante quanto, também fazer-nos pensar! 

Que Jesus abençoe a todos nós!

Bruno Tavares

.

.

A MENSAGEM DE HOJE DE BRUNO

.

.

fepre

 .
.

 chverdec1

.

QUADRO DO PINTOR PERNAMBUCANO

ANTÔNIO CARLOS CASTANHA TAUA GOMES

abrunofclarablogbrilho

.

Francisco e Clarinha de Assis

Patronos deste Blog

.

fcc

.

.

.brunovg

carinhachn

.

.

cqchcc