.

JPINT2

.

Espiritismo contém um rico conteúdo doutrinário, cujo estudo é fundamental para elevar o nosso entendimento da vida espiritual e das leis morais.

Não é doutrina para ser apenas compreendida em teoria, mas para ser vivida na prática.

Se não observarmos a aplicação dos ensinos em nossas vidas, podemos cair na fé inoperante, a que se refere o apóstolo Tiago:

“Assim, também a fé, se não tiver as obras, por si só está morta”. (Tiago, 2:17.)

Comentando esse versículo da carta de Tiago, assevera o instrutor espiritual Emmanuel:

“A fé inoperante é problema credor da melhor atenção, em todos os tempos, a fim de que os discípulos do Evangelho compreendam, com clareza, que o ideal mais nobre, sem trabalho que o materialize, a benefício de todos, será sempre uma soberba paisagem improdutiva”. (Fonte Viva, Ed. FEB, cap. 39.)

.

CTIAGO4

.

Mais à frente, acrescenta esse autor espiritual:

“A crença religiosa é o meio.

O apostolado é o fim”. (Op. cit., cap. 39.)

Ao tomarmos a resolução de trabalhar na seara espiritual, sem dúvida, encontraremos ocupação, porque não há muita procura pelo trabalho voluntário.

Quando esteve entre nós, Jesus disse aos seus discípulos:

“A seara, na verdade, é grande, mas os trabalhadores são poucos”. (Mateus, 9:37.)

Mesmo na seara espírita, o número de trabalhadores é pequeno, apesar da consciência da importância do trabalho para a evolução espiritual que o Espiritismo desenvolve nos adeptos.

.

SEARAJ

.

Muitos deles encontram dificuldades em cooperar na instituição espírita, por diversos motivos:

• Aguardam o convite pessoal.

• Não aceitam o serviço que lhes é oferecido.

• Não concordam em começar por atividades simples.

• Impõem condições que não podem ser atendidas.

• Reclamam o direito de escolher o tipo de atividade.

• Preferem começar “por cima”.

• Resistem em estudar primeiro.

• Rejeitam a disciplina.

• Não se dispõem a trabalhar em equipe.

• Querem o direito de começar criticando o que está sendo feito.

• O número de pessoas que procuram os centros espíritas é expressivo e a seara de trabalho é grande. Apesar disso, a quantidade de trabalhadores continua reduzida.

.

messeJ

.

O ideal é que o candidato ao trabalho na seara se disponha a agir como o servo fiel da parábola contada por Jesus:

“Bem-aventurado aquele servo a quem seu Senhor, quando vier, achar servindo assim”. (Mateus 24:46.)

O servo fiel não discutia as determinações. Cumpria-as, porque entendia que o seu senhor sabia o que deveria ser feito.

Obediência cega ajuda pouco no crescimento do trabalhador, mas quem se dispõe a obedecer é o que começa com mais acerto.

.

SERVOF1

* AS IMAGENS SÃO ESCOLHA E RESPONSABILIDADE 
DE BRUNO TAVARES

.

brunooyellowMeus queridos amigos e irmãos, eis aqui um artigo do querido confrade espírita Umberto Ferreira. Umberto é médico psiquiatra aposentado, expositor espírita, escritor com com vários livros já editados; reside atualmente em Bauru com a família, vindo da cidade de Goiânia, onde exerceu sua profissão e teve vários mandatos como Presidente da Federação Espírita de Goiás. Aqui o nosso querido irmão, com sua imensa bagagem e vivência, discorre sobre o trabalho na nossa gleba espírita, com apontamentos que digo não só oportunos, mas necessaríssimos, nesses dias de falta de comprometimento e consciência do que seja a responsabilidade em ser um trabalhador espírita.

Que Jesus abençoe ao querido Umberto Ferreira por dividir conosco os frutos de sua enorme experiência a frente do movimento espírita onde viveu! 

Que Jesus abençoe a todos nós!

Bruno Tavares

.

.

A MENSAGEM DE HOJE DE BRUNO

.

.

CONGL

 

 .
.

 chverdec1

.

QUADRO DO PINTOR PERNAMBUCANO

ANTÔNIO CARLOS CASTANHA TAUA GOMES

abrunofclarablogbrilho

.

Francisco e Clarinha de Assis

Patronos deste Blog

.

fcc

.

.

cqchcc