.

.

criançadofuturo

LE.Q 785. Qual o maior obstáculo ao progresso?
O orgulho e o egoísmo.

.

O Brasil, no contexto internacional, é um dos países mais desiguais.
Isto é um fato que pode ser evidenciado por diversos indicadores pesquisados por entidades internacionais, dentre elas a ONU.

 O IDH (Índice de desenvolvimento humano) é um dos mais utilizados na atualidade, por combinar indicadores de renda, educação e saúde. 
Ocupamos a pouca honrosa 78* posição, em contraste com o indicador isolado de renda nacional, em que nos situamos entre as 10 maiores economias do mundo. 
O IDH mede qualidade de vida, e aí nos encontramos muito mal, mesmo comparados com economias de renda média semelhante à nossa.

Aqui não vamos discutir as  teorias econômicas que explicariam o nosso atraso, os equívocos ideológicos  na condução das políticas públicas, a baixa qualidade dos serviços públicos, dentre muitos fatores, que nos distanciaram dos países que há 100 anos estavam em situação semelhante à nossa e hoje estão muito melhores. 
O meu ponto é o de natureza moral: como uma sociedade que se afirma cristã, aceita conviver com o nível de desigualdade sócio-econômica que temos? Como aceitar tão passivamente que uma pequena parcela da sociedade se aproprie de parte substancial da renda e a maioria se situe em nível de pobreza e no estado de pobreza absoluta?

Ouso uma interpretação: a sociedade brasileira é profundamente egoísta. A extrema desigualdade é consequência do exacerbado egoísmo. Se estivesse entre nós, talvez Gilberto Freyre ainda nos comparasse a uma Casa Grande e uma imensa Senzala.

.

decri1

.

A tolerância com a miséria seria inadmissível numa sociedade realmente cristã, porque as leis e as instituições não aceitariam a convivência, por tempo tão longo, com o vergonhoso contraste social que aqui se verifica.

Há que reconhecer que temos um mal moral que perpassa toda a sociedade e cada um de nós em particular: O egoísmo que leva à  indiferença com a sorte do próximo. O dia em que cada um de nós, espírita ou não, porque todos somos cidadãos do mundo, conscientemente escolhermos os melhores, os de melhor nível intelecto-moral, para ocupar as diversas instâncias de governo, o interesse coletivo sobrepujará o individual, então não veremos mais crianças fora da creche ou da  escola; fome; falta de moradias condignas e outros tantos direitos sociais sonegados, que desabonam o Brasil no concerto das nações.

Veremos nosso País transformado numa nação mais igualitária e fraterna. Não será mais necessária tanta polícia nas ruas, porque crianças desde cedo amparadas e educadas, não se convertem na massa de delinquentes que hoje assombra nossas cidades: Temos uma taxa de homicídios por 100.000 habitantes dentre as cinco maiores do mundo; é a primeira causa de óbito entre os jovens; um morticínio somente comparável ao dos países em guerra.

Um brado de alerta já nos foi dado em abril de 1980 pela pena de D. Ivonne Pereira (1900-1980 ), notável médium e escritora espírita, que escrevendo sob o pseudônimo de “Frederico Francisco”, na revista Reformador, da FEB, apontava seu dedo para  os problemas sociais do Brasil, notadamente o abandono da crianças e dos adolescentes, com sombrios prognósticos. Lamentavelmente eles se confirmaram: É, só olharmos à nossa volta, a delinquência, fruto da desestruturação dos lares e da falta de uma rede de proteção social eficaz, que ampare milhões de crianças com creches e escolas em tempo integral, suprindo a educação que não encontram em seus lares, e que as deixa desde cedo nas vielas sem lei, escolas da droga e do crime.

.

irmz1

.

Melhor deixar que D. Ivonne se expresse, transcrevendo de seu artigo “Página Dolorosa” dois parágrafos que tocam no cerne do problema:

“ Um dos problemas, no Brasil, do qual frequentemente tratamos, é a situação da infância abandonada ou carente, embora não abandonada; a criança infeliz, órfã de pais mortos ou mesmo vivos, muitas vezes porque irresponsáveis ou desaparecidos; a criança marginalizada, sem lar, sem amor, família, sem direção nem educação, analfabeta em sua maioria; doente física ou moral, sem nenhum princípio moral-religioso e, por tudo isso, futuros criminosos ou já delinquentes aos treze e quinze anos de idade, como atestam as estatísticas sociais ou dos jornais, frequentemente.

É um mal social, portanto, o qual talvez só a Sabedoria Divina poderá dirimir, e do qual a sociedade é responsável, porquanto, durante décadas e mais décadas, desinteressou-se da criança sem amparo ou recursos, enquanto se dava aos gozos de toda espécie ou ao comodismo egoísta, incapaz de uma reação franca ou objetiva para evitar que o número de pequeninos infelizes crescesse ao ponto de, hoje, ser contado aos milhares ou milhões”.

O artigo é extenso e, por isso, convidamos os queridos irmãos a lê-lo por inteiro, pois nele D. Ivonne também aponta caminhos, um dos quais é o incentivo à adoção. Felizmente a legislação sobre a matéria vem sendo aperfeiçoada, tornando o processo adotivo mais rápido e seguro para as partes.

Os Lares substitutos que à época D. Ivonne alertara serem insuficientes, inclusive os Lares mantidos pelo movimento espírita, hoje escassearam ainda mais, tais as exigências que o Estatuto da Criança e do Adolescente estabeleceu para o seu funcionamento.

.

Pirulito1

.

Não estamos fadados a conviver com todos esses males; não é desígnio divino, pois o mesmo Deus que nos rege, vela e orienta também as  nações que estão fazendo bem feito o dever de casa, prosperando e oferecendo vida de melhor qualidade às suas populações, com pesado investimento na educação infanto-juvenil. 
Estamos errando por nossa conta e ordem. Ninguém fará por nós o que nos compete fazer para nós mesmos.

Precisamos, em primeiro lugar, nos tornarmos bons cidadãos, por efeito da educação,  para que mais adiante, avançando na construção moral,  nos tornemos homens de bem.

A mensagem cristã que firmou os alicerces dos direitos sociais nos demais países, e estimulou as reformas institucionais, a começar pela garantia da boa educação para todos, ainda não produziu entre nós os mesmos resultados. 

Penso que aplica- se com inteira justiça entre nós o que Jesus dizia a respeito dos fariseus: façam o que eles dizem e não o que fazem. Temos leis para tudo e pouco concretizamos. O que estamos fazendo, de longa data, não nos recomenda muito bem.

Urge mudar: menos egoísmo e mais fraternidade!

Que Jesus nos abençoe a todos com sua paz.

.

PAULO REZENDE

paulorezende1

.

brunooyellowMeus queridos amigos e irmãos, eis aqui um artigo que é um libelo do meu querido amigo Paulo Rezende, de Niterói-RJ, com o qual estamos sempre a nos comunicar e que enviou-nos o seu texto para publicarmos no Blog, texto este de uma profundidade de análise acachapante quão verdadeiríssima!

Paulo, de forma calma, mas com mão de cirurgião, escreve diagnosticando o pior dos males da nossa sociedade: O Egoísmo, mas na sua forma mais danosa, a do Egoísmo Social, ceifador de perspectivas e de esperança para várias gerações de espiritozinhos maravilhosos que reencarnaram e estão aguardando o nosso contributo para que possam coolaborar com a construção da Nova Civilização do Terceiro Milênio!

Que Jesus abençoe a ti querido Paulo Rezende, como você tem um condão de denunciar e dizer aquilo que está preso na nossa garganta e em nossas mentes, na exata compreensão da missão social que se encontra investido o escritor espírita! 

Que Jesus abençoe a todos nós!

Bruno Tavares

.

.

CRILIX

AS IMAGENS E VÍDEOS SÃO ESCOLHA E
RESPONSABILIDADE DE BRUNO TAVARES

.

.

PFRE

 .
.

 chverdec1

.

QUADRO DO PINTOR PERNAMBUCANO
ANTÔNIO CARLOS CASTANHA TAUA GOMES

bfcblog1

.

Francisco e Clarinha de Assis

Patronos deste Blog

.

fcc

.

.

cqchcc