.

.

.

ji2b

.

O alvorecer numa civilização que se perde nos milênios da humanidade, a Índia. Em tudo nos faz sentir o espiritual: o movimento nas ruas, o olhar de seus habitantes, o andar nos seus templos – maravilha de espiritualidade. 

Por suas portas largas, sentimos o cheiro de incenso de sândalo, ouvimos as vozes clamando pelos deuses, sem frenesi, apenas citações respeitosas aos presentes.

Um monge hindu faz a saudação inicial do dia, invoca o deus do templo, saúda e pede a proteção para os circunstantes, e logo em seguida, esparge água sobre todos, falando as preces habituais, que emergem do seu hálito.

.

JI4

.

Tudo tão natural e similar aos rituais de diversas religiões. Mundo a fora, a mesma temática do divino: o sacerdócio, o ritual, as preces, as necessidades das pessoas e a água purificadora.

Essa expressão de religiosidade, encontrada em todos os recantos da Terra, faz-nos refletir sobre a necessidade do espiritual diante da materialidade da existência, na dialética da água e fogo, do alto e baixo, da luz e escuridão, do conhecimento e ignorância, da paz e agonia, do limpo e turvo, do desperto e adormecido.

Afinal tudo está em simetria na dualidade dos opostos, ou seja, onde vemos o oposto e o diferente, é apenas o anverso da preposição e da situação.

.

JI3

.

Essa descoberta nos leva a constatação de que a dualidade é um continum não-percebido, não-captado pela consciência. Logo, nos damos conta que a obra da Criador é una, indivisível e onisciente com Ele e para Ele.

Que as nossas dúvidas e dores se dissipem diante do esplendor da Criação Divina, suavizemos nosso íntimo, sintamo-nos acolhidos pelo Divino Amor. Que todos nós percebamos que a Lei nos favorece à evolução, ao bem-estar, à ascese ao Criador, não estamos à deriva, mas imersos no pensamento de Deus.

Estejamos em Paz e Harmonia com os opostos, Saúde e Doença, Vida e Morte, Espírito e Matéria, Eu e o Próximo, já nos dizia Jesus, o Nazareno.

.

LUIZ JORGE LIRA NETO

JI5A

.

brunooyellowMeus queridos amigos e irmãos, eis aqui um artigo do meu querido amigo Luiz Jorge Lira Neto narrando suas impressões sobre a lendária e mitológica Índia, país que ele visitou no mês passado e o deixou sobremaneira emocionado.

E fica aqui o agradecimento ao Jorge, amigo nosso que agora, graças a Deus, está fazendo parte da nossa querida Casa dos Humildes e que, com sua bonomia e leveza d’alma, vem contar-nos tudo que viu e apreendeu na sua visita a essa civilização védica milenar e, ainda de quebra, nos abriu o seu extraordinário diwan de fotos, contendo tudo que a sua lente registrou do país dos mahatmas. Aguardem que esta só foi a primeira parte, viajaremos mais com o nosso querido irmão.

Que Jesus abençoe a ti meu querido Luiz Jorge Lira Neto, alma completamente em sintonia com os ideais de Jesus e Kardec, e porque não dizer também, com os ideais de Mahatma Gandhi. 

Que Jesus abençoe a todos nós!

Bruno Tavares

.

 

.

.

vemcomigoparaindia2

AS IMAGENS E VÍDEOS SÃO ESCOLHA E
RESPONSABILIDADE DE BRUNO TAVARES

.

.

edb

 .
.

 chverdec1

.

QUADRO DO PINTOR PERNAMBUCANO
ANTÔNIO CARLOS CASTANHA TAUA GOMES

bfcblog1

.

Francisco e Clarinha de Assis

Patronos deste Blog

.

fcc

.

.

cqchcc