.

.

apmreg

.

“Hoje, a Humanidade está madura para lançar o olhar a alturas que nunca tentou divisar, a fim de nutrir-se de idéias mais amplas e compreender o que antes não compreendia.” (A Gênese, Cap. XVII, item 20)

.

Sabemos pela Espiritualidade Maior que nosso orbe está sendo preparado para o próximo nível da evolução planetária, o mundo de Regeneração, onde o bem irá prevalecer sobre as imperfeições morais e espirituais.

As vibrações já são sentidas, as mudanças de modelos comportamentais são exigidos, e como estamos na época que os clarins de Momo começam a tocar, só se intensificam os avisos e clamor da Espiritualidade Amiga para que afastarmos as vibrações pesadas, materiais e sensoriais, que vibram sobre a terra e, em especial sobre o nosso país, nesse período.

Já nos alertava Paulo de Tarso que nada nos é proibido, mas nem tudo nos convém. Mas será que realmente sabemos o que nos convém? E para que não tenhamos a desculpa de nada saber, os espíritos que zelam pela mensagem do Cristianismo Redivivo fazem questão de nos esclarecer.

.

PLIC

.

Em 1939, Emmanuel, através da mediunidade de Chico Xavier lançava esse ensinamento sobre o carnaval: “Há nesses momentos de indisciplina sentimental o largo acesso das forças das trevas nos corações e, às vezes, toda uma existência não basta para realizar os reparos precisos de uma hora de insânia e de esquecimento do dever”

André Luiz, no livro Conduta Espirita, psicografado por Waldo Vieira, expõe sua orientação: “O Espírita deve afastar-se de festas lamentáveis, como aquelas que assinalam a passagem do carnaval, inclusive as que se destaquem pelos excessos de gula, desregramento ou manifestações exteriores espetaculares. A verdadeira alegria não foge da temperança”.

No livro Vereda Familiar, o espirito de Thereza Brito, psicografada por Raul Teixeira, deixa um recado aos pais sobre as festividades carnavalesca e a influência das mesmas nas crianças: “… Um filho é um tesouro, não há dúvida! Não o exponha aos larápios de sua paz em estruturação, não o abandone à sanha dos ladrões da dignidade, tão arduamente transmitida. …Não se permitam poluir, pais terrestres, e lutem por preservar os seus filhos dessa ilusão passageira. O imediatismo de Momo, os gozos das folias, as alegrias do carnaval, tudo isso se desvanecerá, como todo fogo fátuo, e deixará os que neles se locupletam nas valas da frustração e do arrependimento, mais cedo ou mais tarde…Se alguém, em lhe perguntar: “o que é que há demais no carnaval?” Não se preocupem, nem se agastem em responder. Saibam, contudo, que “demais” nada há no carnaval, só há de “menos”…”.

.

vft1

.

Manoel Philomeno de Miranda, por Divaldo Franco, no livro Nas Fronteiras da Loucura, nos mostra claramente que muitos processos obsessivos iniciam nesse período.

Os miasmas dessa nuvem de perturbações espirituais/energéticas, impregnam a crosta terrestre, e levam alguns meses para que se dissipem, e durante esse tempo doenças físicas e espirituais se propagam entre nós.

Essa realidade é comprovada no excelente texto no excelente texto do Dr. Inácio Andrade Lima Neto, do Instituto de Psiquiatria do Recife, em artigo publicado em 1983 do Diário de Pernambuco e recentemente publicado no Blog de Bruno Tavares, que assim conclui sobre a influência do Carnaval: “…Enfim, após o Carnaval começa o desfile das consequências psiquiátricas que o mesmo provocou. Observamos então: os atingidos pelas psicoses sintomáticas em estado de desorientação e confusão mental como resultado dos tóxicos que absorveram, e que passam longos meses para se restabelecerem; os que se envolveram em terríveis complicações psicológicas, atingidos pelo sentimento de culpa, penetram em profundas depressões que exigem demorados cuidados psicológicos; os que se deixaram perturbar pela estimulação luminosa e dos ruídos, para os quais é necessário uma correção de atividade elétrica cerebral; os que passam a apresentar um estado de angústia permanente resultante do esgotamento nervoso e que exigem imediatos cuidados psiquiátricos; e mais uma dezena de outros casos e de outros problemas surgidos, sobre os quais não desejamos insistir. O Carnaval encerra, pois, problemas psiquiátricos como consequentes da libertação de psicopatas durante os seus festejos, como é também capaz de provocar em pessoas predispostas psicoses confusionais, depressões e angústias. Daí a necessidade de uma maior difusão de suas consequências…”

.

carpsi

.

Assim vemos que os Mentores Espirituais contam conosco para elevarmos a vibração da humanidade, principalmente nesse período, pois, a energia propagada na terra durante o carnaval não pertence ao mundo de Regeneração, um mundo onde todos pretendemos habitar.

Fica claro nessas mensagens, a necessidade de mudarmos esse padrão vibratório entranhado em nossa humanidade.

Dessa forma, queridos companheiros de jornada planetária, precisamos nos esforçar para sairmos das nossas zonas de conforto, e fica aqui uma pergunta para meditarmos durante esse tempo: Do que somos realmente capazes para sermos partícipes e co-criadores do tão almejado Mundo de Regeneração?

.

anapaulamacedojardim

.

.

brunooyellowMeus queridos amigos e irmãos, eis aqui um artigo sério, lúcido e que revela a sensatez espírita ante  a este evento de massa, midiático e de pseudo-alegria onde se adormece a consciência da multidão que no seu triste atavismo ancestral obedece à psicologia do rebanho e que por osmose é teleguiada pela triste sombra espiritual que paira nesses dias de embriaguez, entorpecimento dos sentidos e esquecimento dos deveres mais comezinhos do cidadão terrestre e celeste.

Que Jesus abençoe a Ana Paula Macedo, querida irmã e trabalhadora da Casa dos Humildes, por tão bela síntese de mulher espírita e cristã que escreve o que muito poucos espíritas estão a escrever sobre este entrudo que enluta as almas já possuidoras de um pouco de lucidez espiritual!

Que Jesus abençoe a todos nós!

Bruno Tavares

.

.

.

emmanueltrevas

AS IMAGENS E VÍDEOS SÃO ESCOLHA
E RESPONSABILIDADE DE BRUNO TAVARES

.

ANDRELUIZCARNAVAL

 

 .
.

 chverdec1

.

QUADRO DO PINTOR PERNAMBUCANO
ANTÔNIO CARLOS CASTANHA TAUA GOMES

bfcblog1

.

Francisco e Clarinha de Assis

Patronos deste Blog

.

fcc

.

.

cqchcc