.

.

BLOGDOBRUNOTAVARESRITALEE

.

Nós espíritas sabemos que a mediunidade é inerente a condição humana e já não nos surpreendemos com determinadas manifestações mediúnicas que costumam acontecer nem nossas vidas.

No entanto, há pessoas não familiarizadas com a mediunidade que são médiuns e não sabem; ou sabem que são, mas preferem ignorar.

É mais ou menos o caso da famosa cantora “roqueira’’ Rita Lee. Na edição da revista “Psicologia Atual” nº 28, ela faz certas revelações na entrevista que concedeu que, sem duvidas, nota se que tem consciência da sua mediunidade, mas não se esforça para desenvolvê-la, nem para compreendê-la melhor.

Vejamos alguns tópicos que valem ressaltar aqui:

.

RITALEEVERMELHA

.

“Quando faço letra, não escrevo muito consciente, é uma coisa meio psicografada. Primeiro baixa o santo, depois é que eu vou ler”.

.

Cara Rita Lee: O fenômeno ao qual você se refere pode ser enquadrado na mediunidade da psicografia direta ou na de inspiração. A questão 186, do cap. XV, do Livro dos médiuns pode ajuda la a entender o processo da qual você se protagoniza: “Os homens de gênio, de todos os gêneros, artistas, sábios, literatos, são, sem duvida, espíritos adiantados, capazes por si mesmos de compreender e de conceber grandes coisas, ora, é precisamente porque eles são julgados capazes que os espíritos que desejam a realização de certos trabalhos lhes sugerem as idéias necessárias e é assim que eles são as mais das vezes médiuns sem o saber. Eles tem, contudo, uma vaga intuição de uma assistência estranha, porque aquele que faz apelo à inspiração não faz outra coisa que uma invocação; se ele não esperasse ser ouvido, porque exclamaria tão frequentemente: Meu bom gênio venha em meu auxilio!

Um autor, um pintor, um musico, por exemplo, nos momentos de inspiração, poderiam ser considerados médiuns?  “Sim, porque nestes momentos a alma deles esta mais livre e como que desembaraçada da matéria; ela recupera uma parte de suas faculdades de espíritos, e recebe mais facilmente as comunicações dos outros espíritos que a inspiram.”

.

RITALEENAO

.

“Fui eu quem quis nascer”

.

Mais adiante, prosseguindo na leitura da entrevista, fomos percebendo a grande identificação de pensamento que Rita Lee tem com os postulados espíritas. Diz a cantora “(…) Saber também que a gente nasceu porque quis. Não seu explicar, mas acredito nessa transação: fui eu quem quis nascer. E quis nascer com todas as barras que temos que enfrentar.”

Você está muito certa Rita. Nós escolhemos nascer. E para quem quiser ter provas disso dentro de trabalhos sérios e “arreligiosos”, leia o livro da psicóloga norte americana Helen Wambach e vai se surpreender com os dois mil pacientes que fizeram regressão de memória com ela, e deles, 75% disseram ‘’eu escolhi nascer”.

Mas não precisamos ir muito longe. Aqui entre nós, os livros do espírito André Luiz, psicografados por Chico Xavier, são pródigos em comentários sobre o assunto. Nenhuma surpresa, você esta certa.

.

RITALEEGIF

.

“Acho que eu conheço o Roberto há muitas vidas”

.

Mais uma vez você acertou na mosca. O espiritismo nos explica que nada acontece por acaso. Tudo segue uma ordem dentro do universo, segundo a vontade do Criador. Você não esta por acaso com o Roberto e nem o conhece desta vida. É como você diz ”acho que conheço o Roberto há muito tempo, muitas vidas. Então a gente transa… e oba! Você de novo? Conheço isso, já ouvi esse papo (…) Um mistério…”

Nada disso. Não tem mistério. Basta ler um pouco de espiritismo e você vai encontrar respostas as perguntas que sempre preocuparam o homem: De onde vim? Para onde vou? Quem sou eu?

Preste atenção Rita: você, o Roberto, seus pimpolhos, fazem parte da mesma família espiritual se reencontrando novamente no corpo da carne, pois como você própria diz: “eu é quem quis nascer”. A existência humana não se inicia no berço e nem termina num banquete de vermes. Temos muitas vidas e reencontramos nos com as afeições que nos são caras ou com os nossos inimigos inúmeras vezes no Plano Físico.

Se amamos essas criaturas como você ama o Roberto, os designos de Deus promoverão o reencontro; se o odiamos, se somos credores ou devedores das criaturas que estão em nossa faixa mental, também os reencontraremos, para transformar a divida em credito, o ódio em amor. É da lei, Rita.

.

Rita_Lee E ROBERTO1

.

“Se metendo na pele de personagens”

.

Ah Rita, se você soubesse! Quando você fala brincando ou meio irreverente e despreocupada que se mete BA pele de outros personagens e modifica sua própria maneira de ser! Ah se você soubesse quanto de verdade há nisso!

Você diz assim: “Eles sempre me acompanharam. São figuras que eu não sei explicar. As pessoas tentam teorizar: você é mediúnica. Mas eu não quero entender. Eles simplesmente pintam. De repente, tem um pessoal la em casa e eu estou louca para que vão embora, mas eu não sei chegar e dizer, ou melhor, a Rita Lee não sabe, ela só existe no palco. Ai eu pego e o personagem baixa. Eu sempre falo baixa, mas o baixa é eu não ter consciência e ao mesmo tempo ter. a gininha é uma pessoa seríssima, mas que ao mesmo tempo, na vida particular dela gosta de garotinhos. Gininha tem um jeito para falar, pedir para qye as pessoas se retirem e fica tudo bem. Se eu fosse falar ia dar um problema loco, (…) Tem Gungum que entra direto na da criançada.”

.

RITAS1

.

Você diz que não quer entender, mas se você entendesse será que não haveria de ser melhor? Que tal, tentar?

Se não quiser, tudo bem. Mas eu vou te dizer uma coisa: enquanto é a gininha, o gungum, o Aníbal que pelo visto gostam de você,e são bons, não haverá problema, mas quando não for…

Sabe Rita, quem é médium sempre esta exposto a atuações de outros espíritos. O médium possui um campo preparado para receber influencias espirituais e quando eu “astral” não esta bom, ai menina, você nem queira saber: obsessão na certa.

Por isso é que nós espíritas, somos chatos nisso. Lutamos sempre por manter a mente limpa para não nos expormos: estudamos muito os fenômenos para entendermos e não sermos surpreendidos; desenvolvemos mediunidade para fazer dela nosso instrumento útil e não nos instrumentos dela. Entendeu agora, Rita? Ah! Já ia me esquecendo: seu ultimo LP “final feliz” está ótimo e eu gostei muito dele! Parabéns!

.
Jornal Correio Fraterno (Março de 1983)
.

EDUARDOCARVALHOMONTEIRO

.

brunooyellowMeus queridos amigos e irmãos, eis eis aqui um maravilhoso texto da lavra de Eduardo Carvalho Monteiro, um dos maiores pesquisadores espíritas do Brasil, sobre apontamentos da grande cantora e roqueira brasileira Rita Lee, para uma determinada revista, onde ela demonstra ser uma alma assaz espiritualista.

O querido Eduardo dá um show em suas análises, a cada afirmativa da Rita, dando razão a ela, explicando e clarificando mais ainda, para a roqueira, as suas esplendorosas intuições!

Que Jesus abençoe a querida Rita Lee, pelo seu trabalho na cultura do rock no Brasil, mas também, por ter uma alma aberta aos vôos do espírito, este verdadeiro artista da evolução!

Que Jesus abençoe a todos nós! 

Bruno Tavares

.
.

 

.

.

RITAPRETO

AS IMAGENS E VÍDEOS SÃO ESCOLHA E
RESPONSABILIDADE DE BRUNO TAVARES

.

.

btmoçovelho

 .
.

 chverdec1

.

QUADRO DO PINTOR PERNAMBUCANO 

ANTÔNIO CARLOS CASTANHA TAUA GOMES

bfcblog1

.

Francisco e Clarinha de Assis

Patronos deste Blog

.

fcc

.

.

cqchcc