.

.

BBTFREQ

.

A cada dia que passa, maior número de pessoas tem procurado os recursos do Espiritismo para a solução dos seus problemas mais aflitivos.

Por isso, as sessões públicas frequentemente estão repletas. Talvez um dos fatores que estão colaborando para isto seja a redução gradativa do preconceito que existia contra a Doutrina, graças à ampla divulgação através dos veículos de difusão.

Entretanto, continua reduzidíssimo o número dos que efetivamente trabalham na Seara do Mestre. A grande maioria se contenta em receber. São reconhecidos pelos benefícios recebidos e esperam continuar merecendo os recursos espirituais indefinidamente. Permanecem encantados com os ensinamentos consoladores do Espiritismo, com as maravilhas da mediunidade com Jesus, com a caridade praticada na Seara ou mesmo com os próprios médiuns. Contentam-se com a adoração passiva que tem sido a sua atitude característica há séculos.

.

PASSEM3

.

Podemos, pois, dividir os assistentes das instituições espíritas em dois grupos: um, reduzido, que se desdobra na execução das múltiplas tarefas, que precisam ser executadas, e outro, numeroso, que se limita a receber, acreditando que o céu que não conseguiu conquistar frequentando os templos tradicionais, pode obtê-lo, agora, a expensas da amizade dos Espíritos Superiores.

Como despertar esta grande multidão que dorme? Como faze-Ia passar da inatividade para a luta constante e efetiva na seara do Bem? Como levá-Ia a entender que a Doutrina é o roteiro que impulsiona o progresso espiritual, quando verdadeiramente vivida? Estarão sendo eficazes os métodos de estudo usados atualmente nos Centros?

.

COCHILO.gif

.

É possível que as respostas a estas questões só apareçam depois de muita reflexão. Mas uma coisa é certa: a única solução é orientar os frequentadores a conhecer a Doutrina Espírita com maior profundidade, a fim de que possam adotar os comportamentos que caracterizam os espíritas conscientes.

Se não tomarmos medidas urgentes, correremos o risco de permitir que o Espiritismo seja concebido, pela massa de frequentadores que cresce dia a dia, como mais uma religião que garante aos seus seguidores a salvação pela simples aceitação dos seus ensinamentos e o comparecimento passivo às suas reuniões.

.

UMBERTOFERREIRA

.

brunooyellowMeus queridos amigos e irmãos, eis aqui um artigo do querido confrade espírita Umberto Ferreira. Umberto é médico psiquiatra aposentado, expositor espírita, escritor com com vários livros já editados; reside atualmente em Bauru com a família, vindo da cidade de Goiânia, onde exerceu sua profissão e teve vários mandatos como Presidente da Federação Espírita de Goiás.

Aqui o nosso querido irmão, com sua imensa bagagem e vivência, discorre sobre o trabalho na nossa gleba espírita, com apontamentos que digo não só oportunos, mas necessaríssimos, nesses dias de falta de comprometimento e consciência do que seja a responsabilidade em ser um trabalhador espírita ou, infelizmente, querer permanecer na superfície como um mero frequentador de centros, apenas.

Que Jesus abençoe ao querido Umberto Ferreira por dividir conosco os frutos de sua enorme experiência a frente do movimento espírita onde viveu! 

Que Jesus abençoe a todos nós!

Bruno Tavares

.

.

.

CEBE

AS IMAGENS E VÍDEOS SÃO ESCOLHA
E RESPONSABILIDADE DE BRUNO TAVARES

.

.

BTREVOLUÇÃO

 .
.

chverdec1

.

QUADRO DO PINTOR PERNAMBUCANO
ANTÔNIO CARLOS CASTANHA TAUA GOMES

bfcblog1

.

Francisco e Clarinha de Assis

Patronos deste Blog

.

fcc

.

.

cqchcc1

.

.