.

.

BBTPIERRE

.

Acordei, orei, cochilei, orei de novo, e agora a pouco, enquanto orava novamente – tem sido assim, quando menos espero, estou orando e me emocionando, nessa última oração veio-me à mente que temos ouvido, lido e falado que tudo vai passar, no que eu acredito plenamente; mas desta vez veio-me à mente que tudo passa, mas nós, não. Que de um ou de outro lado da vida, nós não passamos. Nós continuamos.

E aí, pensando nisso, comecei a refletir que saber e ter fé, raciocinada ou não, de que tudo passa é um bom começo, mas isso não é tudo; precisamos refletir de como estaremos, depois que esse momento passar; o que ele fez, como ele mexeu com o nosso interior; se nos tornamos pessoas melhores na relação com o nosso próximo mais próximo e conosco mesmo. Ficarmos parados, como uma água de poço, que se não mexida aparece limpa e clara, mas que ao receber a primeira pedra em seu interior, a primeira tribulação vinda do exterior, revolta-se, turva-se e “envenena” toda a água, dando a quem dela for beber, um gosto amargo, um sabor de pouca apreciação não é um grande mérito.

.

pimar

.

Tudo passa sim, mas precisamos passar como o rio que segue contornando curvas, burilando pedras pelo caminho, servindo, alimentando o solo, servindo de berço aos navegantes, tirando a sede de quantos lhe procurem, sempre seguindo para frente, no caminho do oceano, que no nosso caso, é Deus, nosso Pai Criador.

Tenho muito a melhorar e tudo que tenho que melhorar tem relação com o próximo mais próximo; preciso melhorar na minha relação com a mulher que amo, com minha mãe, com meus irmãos e amigos; preciso melhorar comigo mesmo para que estas primeiras possam acontecer; mas, como isso se dar? É tão difícil desnudar-se, tirar da nossa frente todas as mazelas que nos impedem de ver e sentir quem nós somos, e o que dentro de nós pode e deve ser transformado, o que embora bom em nós, pode ser melhorado.

.

pimar1

.

Todos nós, desde que fomos criados, temos germinada em nós, a semente do amor. Esta semente, no entanto, tem necessidade de nossa ação no bem para desabrochar, crescer e se multiplicar; seus frutos serão o mais puro em seu conteúdo, a depender de como nós nos alimentamos, daquilo que deixamos penetrar em nós para que ele cresça e amadureça.

Ocorre que viemos, no decorrer de nossas existências, alimentando-o com nossas experiências, nem sempre coroadas do êxito esperado, aquele que está em consonância com as Leis de Deus; e nesses descaminhos, vamos trazendo ações que culminam em desconfiança, ciúmes, posse, impaciência, intolerância, que pouco a pouco fazem essa semente do amor adoecer; e aí pensamos: “Amar”, mas como nos afastamos do verdadeiro amor, passamos a olhar os outros e as situações com o olhar do amor-doente, que por hora trazemos. E o nosso olhar nos trai, e o nosso olhar nos faz sofrer. E nosso olhar faz os outros, aqueles a quem amamos sofrer.

É por isso, que neste momento de profunda reflexão, é certo de que tudo passa, precisamos focar nossas ações na reflexão do que nós queremos para nós e para quem nós amamos hoje, mesmo que não possamos estar ao lado de todos eles agora, e lutarmos verdadeiramente para sermos aquele ser, aquela pessoa que deseja fazer feliz a si, se transformando para melhor – pelo conhecimento de si mesmo, pensando em o quanto isso irá afetar o outro, que é o recipiente do nosso amor, do nosso afeto, dos nossos sentimentos, ajudando-o na busca de sua própria felicidade.

.

PIERREANDRADE

.

brunooyellowMeus queridos amigos e irmãos, eis aqui um artigo do expositor espírita, meu querido amigo Pierre Andrade, da Casa dos Espíritas de Pernambuco, trazendo uma profunda reflexão sobre essa anamnese “forçada” a qual todos nós estamos a fazer, num encontro com a nossa essência, a nossa própria individualidade espiritual.

Aproveitei também para homenagear a minha querida amiga Marcinha Jordão, a alma amada do querido Pierre, seja através das fotos de ambos, assim bem como com um Blog na Rede gravado, no qual eu entrevisto Marcinha.

Que Jesus abençoe a ti Pieere, uma das almas mais puras e boas que eu conheci na face da Terra! 

Que Jesus abençoe a todos nós!

Bruno Tavares

.

.

.

PAMJ

AS IMAGENS E VÍDEOS SÃO ESCOLHA
E RESPONSABILIDADE DE BRUNO TAVARES

.

btaltar

 

 .
.

 chverdec1

.

QUADRO DO PINTOR PERNAMBUCANO
ANTÔNIO CARLOS CASTANHA TAUA GOMES

bfcblog1

.

Francisco e Clarinha de Assis

Patronos deste Blog

.

fcc

.

.

cqchcc

.

.